Bem-vindos a Sociedades dos Poetas

Um blog para gente de bom gosto, onde o conhecimento é algo a ser buscado - enquanto estiver vivo!

domingo, 21 de junho de 2009

Televisão: Os dois lados da mesma moeda




Diz o ditado que da mesma fonte não se pode tirar água doce e amarga. A televisão, hoje em dia, consegue tal proeza. O chamado: dois lados da mesma moeda – o positivo e o negativo –, ambos andam de mão dadas. Esta tanto serve para informar e educar, como também para cauterizar a mente humana.
O lado positivo da rede televisiva é, entre outros, os programas de formação cultural e profissional. Infelizmente, tais programas passam em horários drásticos, onde a população interessada está dormindo. De tal forma, este lado positivo não é tão bom quanto se parece.
Já o lado negativo tão vasto e forte. Este engole seu adversário sem lhe deixar a chance de se defender. O horário nobre é bombardeado por programas – telejornais –repletos de violência. Tais acontecimentos trazem prejuízos incalculáveis à mente humana, tornando a população em pessoas atormentadas. O que estes telejornais informam acaba aterrorizando aos seus telespectadores, tornando-os pessimistas e sádicos.
Por conseguinte, o que era para informar e levar a cultura e entretenimento aos lares brasileiros se transformou, no horário nobre, numa briga onde vence quem mostra mais a desgraça alheia. É claro, percebe-se que a população, em sua maioria, interessa-se por tais vertentes: violência e desgraça. Sabendo disso, este tipo de programação é líder de audiência. Assim, o que fazer em meio a este dilema? Qual a sua opinião sobre alguns telejornais mostrarem tanta violência, em pleno horário nobre?

sábado, 6 de junho de 2009

Quem é você?

Algo a se pensar. A se refletir e temer. A resposta muito das vezes está no meio de uma bifurcação, e o que fazer mediante a dúvida?
Vivemos anos e anos conosco e jamais nos perguntamos quem somos de verdade. Talvez por medo da verdade, ou quem sabe por comodismo? Você já pensou sobre isto?
Filósofos, poetas, antropólogos, romancistas, psicólogos e psicanalistas, crenças e religiões, até a ciência, entre tantas outras áreas que aqui não foram citadas, buscam incessantemente uma resposta para esta lacuna – o homem.
Um pensador –Aristóteles – conta-nos o Mito da Caverna, que nada mais é a luta do homem por respostas... Este responderá a esta pergunta? Psicólogos e psicanalistas dizem – segundo Freud – que o homem é constituído por três partes distintas: ego, superego e ide. Será esta a resposta? Já o cristianismo prega que o homem é a imagem de Deus – o Criador –formado por corpo, alma e espírito, sendo divido em três partes no mesmo ser, como o Pai o é – Pai, Filho e Espírito Santo. É esta a resposta?
Enfim, qual é a sua opinião sobre tudo que foi discutido nesta crítica? Você se conhece de verdade?