Bem-vindos a Sociedades dos Poetas

Um blog para gente de bom gosto, onde o conhecimento é algo a ser buscado - enquanto estiver vivo!

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Literatura na escola - 6º ano - Contos de Carlos Drummond de Andrade




Prática pedagógica: Leitura
Sequência Didática: Ensino Fundamental II



Objetivos: 

Estimular o gosto pela leitura; desenvolver a competência leitora;
desenvolver a sensibilidade estética, a imaginação, a criatividade e o senso crítico;
inferir as características do gênero conto e o contexto histórico e literário do livro;
estabelecer relações entre o lido \ vivido ou conhecido (conhecimento de mundo); conhecer alguns elementos básicos da narrativa; perceber alguns efeitos estéticos da obra literária, principalmente aqueles que geram humor.

Conteúdos: 

Elementos da narrativa: narrador, enredo, personagens, tempo, espaço e tipos de discurso; verossimilhança na narrativa de ficção; quebra de expectativa com efeito de humor.

Tempo estimado:

Cinco aulas.

Material Necessário:

Livro Rick e a Girafa, Carlos Drummond de Andrade, Editora Ática.


Desenvolvimento

1ª etapa: Antecipação/Sensibilização

Pergunte aos alunos se eles já ouviram falar do escritor Carlos Drummond de Andrade. Peça que pesquisem, em casa, a biografia do autor.
Após a leitura da biografia, converse com os alunos sobre o fascínio que o autor tinha pelas palavras, desde sua infância.

2ª etapa: Leitura compartilhada do 1º conto

Apresente à turma o livro Rick e a Girafa, antologia com 27 contos de Drummond. Peça que os alunos leiam um conto por dia em casa. São histórias pequenas e fáceis de ler.
Em seguida, proponha a leitura em sala de aula da narrativa "Pescadores". Quando os alunos terminarem, faça algumas perguntas e peça que registrem as respostas no caderno:

- Por qual motivo essa narrativa faz parte do capítulo "Confusões e surpresas”? Discuta com a sala se há confusões e surpresas no conto.
- Por qual motivo a narrativa se torna engraçada?
Analise com a sala como as quebras de expectativa geram humor no conto.

3ª etapa: Análise do conto - tipos de discurso

Mostre à turma, por meio da narrativa “Pescadores”, o que é discurso direto. Analise como a estratégia desse tipo de discurso ajuda a dar vivacidade à cena, aproximando o leitor dos fatos narrados. Aproveite para explicar aos alunos que uso de travessões marca a fala dos personagens. Com isso, ainda que não apareçam verbos de dizer (elocução), o leitor consegue distinguir quem está falando.

4ª etapa: Análise do conto - foco narrativo

Pergunte aos alunos quem está contando a história. Certamente, alguns responderão que é o escritor Carlos Drummond de Andrade. Explique a eles que o autor é decisivo só no momento da escritura. Depois de a obra estar pronta, ela fala por si só. O escritor apenas imagina a história, as personagens, o cenário e cria alguém responsável pelo ato de narrar.
Explique à turma que o narrador é, assim como tudo na narrativa, um ser de papel, inventado, ficcional. Mostre aos alunos que as narrativas podem ser contadas tanto por um alguém que participa da história (narrador-personagem), quanto por alguém de fora (narrador em 3ª pessoa). Lance a seguinte questão: Quem conta a história “Pescadores”? Peça que a classe retire do texto fragmentos que comprovem a resposta.

5ª etapa: Análise do conto – verossimilhança

Lance as seguintes questões à moçada:

- Os fatos narrados aconteceram na vida real?
- Você diria que as personagens dão a impressão de existirem verdadeiramente?
- A casa de um dos pescadores existe de verdade? E a família?
Ouça as repostas dos alunos e comente sobre a narrativa de ficção, mostrando que ela é verossímil, ou seja, assemelha-se à realidade, mas é inventada.
Terminada a análise do primeiro conto, solicite que os alunos leiam outros contos. Podem ser elaboradas atividades semelhantes às descritas acima.

Avaliação: 

Peça que os alunos leiam três contos determinados por você. Em uma aula, individualmente e com consulta ao livro, entregue questões que contemplem os elementos trabalhados anteriormente – tipos de discurso, narrador, efeito humorístico e verossimilhança – e peça que os alunos respondam por escrito


Bibliografia:

Site de Pesquisa: http://revistaescola.abril.com.br/lingua-portuguesa/pratica-pedagogica/literatura-escola-6o-ano

Nenhum comentário:

Postar um comentário